O que é Nuvem híbrida e como se aplica ao meu ambiente local

À medida que as organizações avançam em direção aos negócios digitais, muitos buscam na nuvem híbrida o caminho para alcançar objetivos de inovação, agilidade e a escala necessária para acomodar suas cargas de trabalho complexas e variadas.

Com uma visão de serviços centrada em tecnologia, a nuvem híbrida possui um mecanismo de transformação que pode ser adotada por empresas de diferentes segmentos e tamanhos. As organizações têm a possibilidade de adotar uma arquitetura que ofereça a melhor adequação de tecnologia aos seus negócios.

Os benefícios da nuvem híbrida e como ela ajuda os negócios digitais

Basicamente, uma arquitetura de nuvem híbrida permite que uma empresa implante uma nuvem privada local para hospedar cargas de trabalho críticas e use um provedor de nuvem pública de terceiros para hospedar recursos considerados menos críticos.

  • Na prática, a nuvem híbrida permite, por exemplo, que as organizações mantenham os dados confidenciais e serviços considerados de alto risco em sua estrutura de datacenter local, ao mesmo tempo em que permite que aplicações móveis tenham sua infraestrutura localizada na nuvem pública.
  • Outro caso em que a nuvem híbrida demonstra seu potencial em ajudar as empresas em seus negócios digitais é o processamento de Big Data. Uma empresa pode usar armazenamento em nuvem híbrida para reter seus negócios, vendas, testes e outros dados acumulados e, em seguida, executar consultas analíticas na nuvem pública, que pode dimensionar um Hadoop ou outro cluster analítico para oferecer suporte a tarefas de computação distribuída.

E por fim, nosso último exemplo mostra que uma empresa pode usar uma combinação mais ampla de serviços de TI, sendo particularmente valiosa para cargas de trabalho dinâmicas ou altamente alteráveis.

Em um cenário comum para o mercado digital atual, uma solução realiza a entrada de pedidos transacionais e que experimenta picos de demanda significativos ao longo da temporada de grandes promoções ou datas festivas.

Neste exemplo, o aplicativo pode ser executado, por padrão, na nuvem privada, porém, nos momentos de pico, as transações podem ser direcionadas para a nuvem pública para acessar recursos de computação adicionais. Ao final desse período de alta demanda, a configuração original é restabelecida.

A convergência entre a nuvem híbrida e a hiperconvergência

Você deve ter percebido em nossos exemplos que é possível convergir os benefícios do modelo de nuvem híbrida em apenas uma vantagem, e ela basicamente consiste na adaptação de sua arquitetura em diferentes cenários.

Ou seja, ela é flexível suficiente para se adaptar conforme a demanda do projeto. As demais vantagens são resultantes dos conceitos de nuvem pública e privada que convergem para a nuvem híbrida.

Outro ponto interessante aplicado ao universo da nuvem híbrida consiste na coesão com ambientes em hiperconvegência. Os produtos hiperconvergentes habilitados para nuvem permitem operações de nuvem privada no local, além de oferecer conexões e interoperabilidade com serviços de nuvem pública.

Na prática, as soluções hiperconvergentes são mais adequadas para uso como plataforma de nuvem privada. Com isso, essa nuvem hiperconvergente passa utilizar os recursos virtualizados de armazenamento e computação compartilhados de maneiras diferentes para diferentes usos.

Desta forma, a integração de uma nuvem privada local com uma nuvem pública pode ser mais fácil do que tentar integrar um sistema de TI corporativo padrão à nuvem pública. A virtualização de recursos de hardware está no centro das duas plataformas. Isso porque os princípios centrais da hiperconvergência também são fundamentais para a nuvem: a virtualização de recursos.

Os desafios da nuvem híbrida

Por fim, apesar de seus benefícios, a nuvem híbrida apresenta desafios técnicos, comerciais e de gerenciamento. Para se ter uma ideia, as cargas de trabalho de nuvem privada devem acessar e interagir com provedores de nuvem pública, portanto, uma nuvem híbrida requer no mínimo, compatibilidade via API e conectividade de rede bem confiável.

E na perspectiva da nuvem pública em uma arquitetura de nuvem híbrida, o desafio também consiste nos possíveis problemas de conectividade, além de violações de contratos de nível de serviço (SLAs) e outras possíveis interrupções.

Para mitigar esses riscos, as organizações podem arquitetar cargas de trabalho de nuvem híbrida que interagem com vários provedores de nuvem pública. No entanto, isso pode complicar a definição de arquitetura e os testes da carga de trabalho. Em alguns casos, uma empresa precisa reprojetar as cargas de trabalho previstas para a nuvem híbrida para atender às APIs dos provedores de nuvem pública.

Somos especializados em otimizar e atender a necessidade do seu negócio. A OST garante a continuidade de suas operações, fornecendo soluções avançadas de infraestrutura para ambientes de missão crítica com inovação, excelência e qualidade no serviço.

 

Sobre o Autor

administrador

0 Comentários