Como evitar ransomware: 3 etapas principais para proteger os ativos

O custo da recuperação de ataques de ransomware bem-sucedidos está aumentando. De acordo com o relatório The State of Ransomware 2021 da empresa de segurança cibernética Sophos, o custo total médio de recuperação de um ataque de ransomware mais que dobrou no ano passado, de $ 761.106 em 2020 para $ 1,85 milhão em 2021.
Outra notícia preocupante, o estudo da Sophos também descobriu que apenas 8% das organizações que pagaram o resgate recuperaram todos os seus dados e 29% não recuperaram mais da metade de seus dados.
Portanto, o cenário de ameaças cibernéticas de hoje torna os ataques de ransomware quase inevitáveis. Embora a detecção e a prevenção sejam as principais prioridades das equipes de segurança de TI, a realidade é que você deve estar pronto com uma estratégia de defesa proativa e um plano testado vigorosamente para orquestrar a recuperação.

O que incluir em uma estratégia proativa de defesa contra ransomware

Implementar e aplicar práticas recomendadas de segurança cibernética e proteção de dados ajudará a proteger vulnerabilidades comuns da exploração. Por isso, separamos as principais práticas recomendadas de prevenção de ransomware para reforçar as defesas de sua empresa e evitar que ela seja vítima desse ataque que se torna cada dia mais comum.

  1. Implante autenticação de usuário resistente a ataques

Muitos ataques de ransomware bem-sucedidos conseguem sua posição inicial na rede da vítima ao decifrar ou roubar credenciais pertencentes a uma conta válida. Para evitar isso com eficácia, são necessárias credenciais de autenticação de usuário robustas, difíceis de adivinhar, quebrar ou roubar.
No ataque bem-sucedido no início deste ano a Colonial Pipeline, por exemplo, o acesso a uma conta válida forneceu aos atacantes a entrada inicial. Da mesma forma, o ponto de entrada de outros tipos de ransomware é muitas vezes uma senha roubada para um sistema voltado para a Internet acessado via RDP ou login em uma conta com uma senha fraca.
As abordagens tradicionais de autenticação multifator (MFA) ajudam a resolver as vulnerabilidades de segurança inerentes às senhas, mas ainda dependem fundamentalmente de algo que um usuário humano deve lembrar e saber, e as abordagens por telefone não são 100% seguras.
A autenticação multifator avançada evita o roubo de credenciais e torna a adivinhação de senhas uma impossibilidade para os invasores. Na prática, MFA usa vários fatores de autenticação, mas exclui as senhas tradicionais. Os fatores de autenticação mais comumente usados ​​para autenticação multifator são o dispositivo móvel registrado do usuário, junto com um PIN ou impressão digital por meio do sensor de impressão digital integrado do dispositivo.
Ao eliminar a necessidade de senhas tradicionais, a segurança é imediata e inerentemente aprimorada, a experiência do usuário é simplificada e os custos são controlados.

  1. Adote soluções de Detecção e Resposta Estendida (XDR) 

De fato, ter medidas preventivas em vigor não garante que os invasores nunca vão penetrar no perímetro e obter acesso ao dispositivo de um usuário. Sua próxima linha de defesa é um mecanismo autônomo de proteção, detecção e resposta que possa detectar e conter atividades suspeitas no nível do endpoint, antes que ocorra qualquer perda de dados, financeira ou investimento de tempo.
As soluções modernas de Detecção e Resposta Estendida (XDR) monitoram os processos locais em tempo real e analisam detalhadamente seus comportamentos, possibilitando identificar códigos maliciosos com especificidade muito alta e tomar medidas imediatas de mitigação.
Dessa forma, o ataque é interrompido no momento em que começa, antes que os agentes da ameaça possam acessar seus alvos desejados, seja executado da memória local ou remotamente.

  1. Adote e garanta a eficiência de uma estratégia de backup e recuperação

Os backups se tornaram vitais para garantir que as operações continuem em momentos de desligamento ou ataque. Com estratégias de backup adequadas implementadas e testes periódicos, as organizações estão melhor posicionadas para se recuperar de um evento cibernético com sucesso.
A melhor estratégia de backup envolve o uso de uma abordagem em várias camadas. A técnica de backup 3-2-1 ajuda a proteger dados valiosos em caso de desastre ou violação.

Veja como sua empresa pode implementar a estratégia de backup 3-2-1:

  • Manter três (3) cópias dos dados
  • Use dois (2) tipos diferentes de mídia de armazenamento
  • Armazene uma (1) cópia em um local externo

Diversificar as estratégias de backup pode garantir que os dados sejam recuperáveis, independentemente do tipo de desastre ou circunstância.

Além disso, os backups de dados devem ser agendados e verificados continuamente para garantir que os dados sejam gerenciados de forma adequada. Quer seja diário, semanal ou mensal, as empresas devem manter os dados com backup suficiente para gerenciá-los com segurança.
Os backups de dados geralmente falham devido a arquivos corrompidos ou backups incompletos. Testar backups é um componente crítico de segurança e recuperação de dados. Backups de dados insuficientes podem ter um impacto devastador nas empresas.

A prevenção de ataques de ransomware requer a implementação de políticas de segurança em toda a organização

Ransomware e malware visam vulnerabilidades em seus sistemas, redes, software, aplicativos e até mesmo em seus funcionários. Manter os firewalls de segurança e o software antivírus atualizados é apenas a primeira linha de defesa para identificar e interromper a origem dos eventos de ransomware.
A educação em segurança para ajudar os funcionários a identificar e-mails maliciosos também ajudará na proteção contra ataques de ransomware. Até 94% do malware é entregue por e-mail, portanto, a melhor maneira de evitar que esses arquivos maliciosos entrem em seu ambiente é treinar as pessoas que os recebem.

Proteção de dados inclui um eficiente plano de recuperação de desastres

Se as políticas de proteção de dados de sua empresa ainda não incluem um plano de recuperação de desastres, ou sua gestão as trate como coisas distintas, está na hora de fazer uma revisão profunda em seus processos operacionais.

Um plano de recuperação de desastre fornece uma abordagem estruturada para responder a incidentes não planejados que ameaçam uma infraestrutura de TI, que inclui hardware, software, redes, processos e pessoas.

Proteger o investimento da sua empresa na infraestrutura de tecnologia e a capacidade de realizar negócios são os principais motivos para implementar um plano de recuperação de desastres de TI.

Razões para ter um plano de recuperação de desastres associado a proteção de dados

 

Você deve lembrar, mas a recuperação de desastres sempre esteve associada aos incidentes de causas naturais, como tempestades, terremotos, furacões, entre outros fenômenos da natureza.

Além das situações adversas provocadas pela força da natureza, as organizações hoje não podem se dar ao luxo de ficar inoperantes devido à falta de energia regional, ataques cibernéticos ou falhas de hardware e software.

A cada minuto que aplicativos e sistemas estão inativos, isso se traduz em perda de receita. Para se ter uma ideia, em relatório recente publicado pelo Gartner, estima-se que o custo médio da perda de aplicativos críticos é de US$ 5.600 por minuto.

Além disso, muitas organizações devem seguir os regulamentos e legislações de conformidade ao realizar negócios. Elas devem produzir relatórios de recuperação de desastres como parte de uma estratégia de análise de impacto nos negócios em relação a proteção de dados, a exemplo da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) que trata sobre as informações pessoais dos clientes.

Um plano de recuperação de desastre associado a TI ajuda as organizações a retomar as operações de negócio

O processo de recuperação de desastre de TI identifica sistemas e redes críticos de tecnologia. Prioriza seus objetivos de tempo de recuperação, definindo as etapas necessárias para reiniciar, reconfigurar e recuperá-las.

O objetivo desses processos é minimizar quaisquer impactos negativos nas operações da empresa. Um plano bem-sucedido tem vários elementos. Portanto, o uso de um modelo de plano de recuperação de desastres, personalizado para se adequar à sua organização, pode ser uma grande ajuda.

Um plano abrangente de DR (Disaster Recovery) de tecnologia também inclui todos os contatos relevantes do fornecedor, fontes de conhecimento para recuperar sistemas interrompidos e uma sequência lógica de ações a serem tomadas para uma recuperação das operações de negócio de forma tranquila, com o menor impacto operacional possível.

Depois de concluir uma avaliação de risco e identificar possíveis ameaças à sua TI, a próxima etapa é determinar quais elementos da infraestrutura são mais importantes para o desempenho dos negócios da sua empresa.

Se todos os sistemas e redes de TI estiverem funcionando normalmente, sua organização deve ser totalmente viável, competitiva e financeiramente sólida. Quando um incidente, interno ou externo, ocasionado por um fenômeno da natureza ou ataque hacker afeta negativamente a infraestrutura de TI, os negócios podem ser comprometidos.

Considerações importantes sobre o planejamento de recuperação de desastres de TI, incluindo proteção de dados

1. Obtenha suporte da gerência sênior

Certifique-se de obter suporte da gerência sênior para que você possa atingir as metas do seu plano.

2. Estabeleça funções claramente definidas

O plano de recuperação de desastres deve descrever todas as responsabilidades dos funcionários e designar uma cadeia de comando adequada que possa garantir uma resposta abrangente à recuperação de desastres durante uma crise.

3. Use os padrões disponíveis

Entre os padrões relevantes que você pode usar ao desenvolver planos de DR de TI estão o NIST SP 800-34 Rev. 1, SO / IEC 27031: 2011 e BS ISO / IEC 27031: 2011.

4. Mantenha simples

O plano de DR de TI não precisa ter dezenas de páginas. Os planos simplesmente precisam das informações corretas, que devem ser atuais e precisas.

5. Inclua canais de comunicação

A comunicação da empresa junto aos clientes e órgãos do governo se tornou vital para o processo de recuperação de desastres, em especial quando se refere aos incidentes de segurança que incluem o roubo de dados dos clientes.

6. Revise os resultados com as unidades de negócios

Após a conclusão do plano de recuperação de desastres de TI, revise as descobertas com os líderes das unidades de negócios para garantir que suas suposições estejam corretas.

7. Seja flexível

Você pode modificar o plano de recuperação de desastre sempre que necessário para atingir seus objetivos, não é preciso ficar preso a padrões ou modelos. Eles servem de orientação.

Por fim, considerando os investimentos que as empresas fazem em suas infraestruturas de TI, elas também devem investir tempo e recursos suficientes para proteger esses investimentos de eventos não planejados e potencialmente destrutivos.

Com que frequência sua organização testa sua estratégia de recuperação de desastres?

Saiba que a OST pode ajudar você, sua empresa e seus clientes. Somos especializados em otimizar e atender a necessidade do seu negócio. A OST garante a continuidade de suas operações, fornecendo soluções avançadas de infraestrutura para ambientes de missão crítica com inovação, excelência e qualidade no serviço.

Sobre a OST

Desde 1995 no mercado, a OST atende com excelência fornecendo soluções de infraestrutura, auxiliando organizações públicas e privadas a garantirem a continuidade de seus negócios.

O objetivo da OST é ser o melhor integrador de soluções de infraestrutura para ambientes de missão crítica com foco em continuidade de negócios.

 

fale com a ost

Entre em contato conosco para que possamos ajudá-lo!

    São Paulo

    R. Santa Cruz, 2105 

    Sala 1717 - Vila Mariana

    (11) 5582-7979

    A promessa de hiperconvergência é alcançada graças ao alto poder de processamento

    A infraestrutura hiperconvergente promete tornar as organizações mais ágeis e econômicas, com novas tecnologias substituindo os sistemas legados em uma arquitetura de TI definida por software de alto desempenho.

    De fato, a estrutura computacional tradicional impediu que os data centers levassem as empresas a fazer parte da transformação digital. A tendência para a hiperconvergência junto ao desacoplamento de hardware tradicionais está permitindo maior liberdade para os líderes de TI e tornando a infraestrutura de TI compatível com o grau de inovação que alcançamos nesta fase de grandes transformações.

    Basicamente, o armazenamento, rede, a virtualização e principalmente o poder de processamento em uma infraestrutura hiperconvergente (HCI) trabalham em conjunto para atender à enorme necessidade de agilidade nos negócios em momentos de alta demanda, em especial quando a concorrência pode ser uma startup baseada em qualquer lugar do mundo.

     

    Hiperconvergência rompe as barreiras de infraestrutura

     

    A hiperconvergência significa que toda a pilha computacional é orientada por software e quebra as barreiras do projeto de infraestrutura tradicional. Na prática, isso significa que ela amplia as opções de escolha, já que o hardware não precisa ser de um único fornecedor, o que reduz custos e aumenta a agilidade.

    Com isso, as empresas podem reduzir as despesas de capital para um modelo de gastos operacionais focado em licenciamento de software e serviços em nuvem. Uma infraestrutura de TI hiperconvergente é mais maleável em relação ao que as empresas querem fazer.

    Ela cria agilidade em torno dos dados e do alto poder de processamento. Como você sabe, com a baixa latência e fraca performance computacional não é possível às empresas alcançarem seus objetivos estratégicos ligados à economia e transformação digital.

     

    O poder do processamento nos leva à inovação mais rápida e maiores benefícios


     

    O data center hiperconvergente concentra-se fortemente nos benefícios que uma infraestrutura de TI deve apresentar para as empresas. Ao incorporar o HCI, o data center permite vantagens amplas que elevam os resultados financeiros de uma organização e aumentam sua produtividade.

    Vejamos um resumo dos principais benefícios associados aos data centers hiperconvergentes:

    • Melhora o gerenciamento de ambientes de nuvem híbrida.
    • Otimiza a entrega de aplicativos essenciais aos negócios sem prejudicar o desempenho.
    • Opera em uma infraestrutura simplificada.
    • Adiciona elasticidade, pois apresenta escalabilidade aprimorada e oferece mais flexibilidade.
    • Melhora o desempenho das aplicações.
    • Maximiza o retorno do investimento.
    • Simplifica o gerenciamento.

    Por fim, a infraestrutura no data center melhora a utilização de recursos e aumenta a produtividade da equipe ao remover tarefas repetitivas. O que leva a várias vantagens adicionais além das listadas acima, incluindo proteção de dados, mobilidade de VM, alta disponibilidade e eficiência de dados.

     

    A hiperconvergência e o alto poder de processamento

    A infraestrutura dentro dos data centers também está mudando de várias maneiras. As cargas de trabalho estão se tornando mais complexas e os conjuntos de dados estão ficando maiores, associado a isso, alguns aplicativos estão começando a mesclar inteligência analítica a processos comerciais comuns, como vendas e marketing.

    Nas operações que necessitam de alto poder de processamento, há vários anos era prática comum usar aceleradores de hardware para cargas de trabalho, como simulações, análises e aprendizado de máquina.

    Entretanto, o poder de processamento da infraestrutura hiperconvergente, graças à sua arquitetura baseada em tecnologia de Processadores Intel® Xeon® Platinum, fornece uma abordagem baseada em soluções que utiliza tecnologias de classe mundial, garantindo o crescimento e agilidade para todas as empresas que buscam uma verdadeira Transformação Digital.

    Para entender melhor a eficiência da nova arquitetura, entre em contato com os nossos especialistas para tirar suas dúvidas e iniciar o quanto antes seu projeto de migração para uma infraestrutura de TI eficiente, otimizando seus investimentos, ampliando a produtividade do seu time e projetando sua organização para o futuro.

    Somos especializados em otimizar e atender a necessidade do seu negócio. A OST garante a continuidade de suas operações, fornecendo soluções avançadas de infraestrutura para ambientes de missão crítica com inovação, excelência e qualidade no serviço.

    fale com a ost

    Entre em contato conosco para que possamos ajudá-lo!

      São Paulo

      R. Santa Cruz, 2105 

      Sala 1717 - Vila Mariana

      (11) 5582-7979

      Computação de alto desempenho em ambiente On Premises traz grandes benefícios aos negócios

      Não faz muito tempo, os principais casos de uso de computação de alto desempenho (HPC) vinham exclusivamente do domínio de agências governamentais, instituições de pesquisa e de grandes corporações.

      A capacidade dos sistemas de computação de alto desempenho de processar grandes conjuntos de dados e realizar cálculos complexos em altas velocidades era de forma predominante realizado em máquinas que custam centenas de milhões de dólares.

      A necessidade de sistemas que possam lidar com tecnologias a exemplo de inteligência artificial e internet das coisas está tornando a computação de alto desempenho uma necessidade para o mercado corporativo. Além disso, ela tem se tornado acessível, impulsionada em parte pela queda nos custos de hardware e uma possibilidade real em ambiente On Premises.

      Associado ao uso crescente de dados, a necessidade de extrair insights e aumentar as demandas dos clientes por serviços em tempo quase real fez com que o uso de computação de alto desempenho se torne relevante para uma ampla gama de negócios tradicionais, sem a necessidade de altos custos e com uso de ambiente On Premises com base em arquitetura dos Processadores Intel® Xeon® Platinum.

       

      A computação de alto desempenho chega ao mercado corporativo

       

      Segundo a Hyperion Research, centro de pesquisa de computação de alto desempenho do IDC, o mercado de computação de alto desempenho para empresas crescerá a uma taxa anual de 9,8% até 2022.

      Em diversos setores, surgiu uma tendência de corrida do ouro, pois os líderes corporativos não suportam a ideia de ficar para trás enquanto os concorrentes descobrem modelos de negócios que possam mudar o jogo do mercado.

      Embora o número de casos de uso de computação de alto desempenho cresça e revele os benefícios para os negócios, os fornecedores ainda tentam capitalizar todas as atividades que envolvem HPC na empresa, para apresentar inovações de hardware, software, armazenamento e rede.

       

      Casos de uso da Computação de Alto Desempenho ao mercado corporativo

       

      Para os líderes de TI e de negócios, é hora de acelerar a computação de alto desempenho em ambiente On Premises. Em jogo, está a capacidade de suas empresas tomarem as decisões certas: elas devem permitir que suas organizações tenham acesso a insights transformadores, evitando incursões frustradas em territórios inexplorados com retornos incertos.

       

      • Deep learning na exploração de petróleo e gás

      O setor de energia há muito tempo é usuário dos computadores mais poderosos para análise sísmica em busca de reservas de petróleo e gás acessíveis. Mas as inovações tecnológicas estão possibilitando novas iniciativas ambiciosas de exploração.

       

      • Deep learning as a service

      O papel da nuvem no uso da computação de alto desempenho na empresa não poderia ser ignorado. A nuvem provou ser o catalisador na criação de uma categoria de negócios totalmente nova: Deep learning como um serviço. Com um data center rodando servidores adaptados ao HPC, as organizações buscam insights sem contratar um cientista de dados ou construir sua própria infraestrutura de HPC.

       

      • Pesquisa médica com base em imagens avançadas

      Poderosos processadores servem de base para instituições de saúde desenvolverem aplicativos inovadores de pesquisa médica. O objetivo é criar imagens detalhadas de biomoléculas individuais para entender suas funções no corpo.

       

      • Avaliação de riscos financeiros

      Grandes empresas de serviços financeiros estão usando a HPC para aumentar a precisão de sua análise de risco e substituir tarefas manuais por recursos de inteligência artificial. Encontrar pessoas com a combinação certa de habilidades provou ser um desafio, já que a implementação bem-sucedida do HPC depende tanto da perspicácia de negócios quanto da tecnologia poderosa.

      Os casos de uso de computação de alto desempenho mostram claramente que as organizações podem explorar novos territórios com aplicativos inovadores impulsionados pela HPC.

      Seja na nuvem ou nas instalações, os sistemas de computação de alto desempenho têm sido o grande motor de crescimento da HPC para os próximos anos. É um mercado promissor a longo prazo para todos os mercados, independente do seu tamanho ou segmento.

      Para entender melhor como a computação de alto desempenho pode ajudar sua empresa, entre em contato com os especialistas da OST.

      Somos especializados em otimizar e atender a necessidade do seu negócio. A OST garante a continuidade de suas operações, fornecendo soluções avançadas de infraestrutura para ambientes de missão crítica com inovação, excelência e qualidade no serviço.

      fale com a ost

      Entre em contato conosco para que possamos ajudá-lo!

        São Paulo

        R. Santa Cruz, 2105 

        Sala 1717 - Vila Mariana

        (11) 5582-7979

        Conheça o valor comercial dos Sistemas Hiperconvergentes

        fale com a ost

        Entre em contato conosco para que possamos ajudá-lo!

          São Paulo

          R. Santa Cruz, 2105 

          Sala 1717 - Vila Mariana

          (11) 5582-7979

          Indústria digital se transforma em torno de uma arquitetura inteligente e alto processamento de dados

          A grande oportunidade para a indústria digital atual é uma combinação de arquitetura inteligente e alto poder de processamento, necessária para atender a demanda de grandes quantidades de dados, aplicadas em tecnologias inovadoras, utilizadas em tempo real para tomar decisões significativas para o negócio.

          Hoje, as empresas vivem com base em tecnologia, onde a arquitetura é a principal força motriz do data center.

          Como você sabe, com o atual avanço tecnológico, o processamento e o armazenamento se tornaram exponencialmente mais rápidos e o ambiente On Premises ainda se mantém relevante para atender às atuais demandas de processamento de grandes cargas de dados.

           

          Uma nova arquitetura de TI para empresas

           

          As organizações durante muito tempo foram impedidas por arquiteturas legadas de data center de acompanhar o ritmo acelerado das mudanças digitais.

          O progresso tem sido contido em torno de redes, processamento e armazenamento, onde o desempenho e sua capacidade não suportavam o escalonamento. Mas em um mundo com fome de aplicativos, uma arquitetura de TI deve estar apta para esse propósito.

          A grande oportunidade para a indústria, em especial o departamento de TI, é uma combinação de poder computacional através de alto processamento e redes, fundamental para processar grandes quantidades de dados integrado a inovações tecnológicas, a exemplo de sensores de dispositivos da Internet das coisas (IoT) e Inteligência Artificial, em tempo real para tomar decisões significativas de negócio.

          O cenário atual mostra que a computação não está mais confinada a um dispositivo ou a um único data center. Em vez disso, temos um tecido onipresente, distribuído pela nuvem até a borda de uma estrutura local, mais perto de onde os dados são gerados e com a capacidade de se adaptar à ampla gama de entradas e um número ainda maior de oportunidades.

           

          Como a arquitetura e o alto processamento de dados estão impulsionando a transformação digital


           

          As organizações estão adotando a transformação digital não só por causa dos benefícios que ela oferece, mas também pelo seu potencial de renovação que as organizações tanto estavam buscando.

          Os varejistas, por exemplo, com seus próprios sites de comércio eletrônico, ou aqueles que vendem através de sites de terceiros como a Amazon, não apenas abrem novos canais de vendas, mas também alcançam novos mercados e dados demográficos.

          A Internet das Coisas não está apenas tornando as casas mais inteligentes, mas também tornando fábricas e empresas mais eficientes.

          A indústria de serviços de campo está equipando seus engenheiros de serviço com telefones celulares, melhorando muito não apenas sua mobilidade, mas também garantindo que eles sejam capazes de fornecer o serviço certo, com as ferramentas certas, no momento ideal e com a ajuda do acesso em tempo real à informação.

          Relacionados a todos esses benefícios da transformação digital e os diferentes segmentos de exemplo, estão os dados e seu alto processamento.

          Essa transformação digital, que está impactando as indústrias como uma tempestade, não seria possível sem dados e o data center com seu poder de computação. Eles são o facilitador de novas tecnologias e soluções.

          É partir do resultado do alto processamento que insights de negócios importantes e inovadores ​​são derivados. No entanto, a maioria dos executivos e tomadores de decisão está preocupada com a qualidade dos dados dos quais suas soluções e percepções dependem.

          Para muitas empresas e seus respectivos gestores, eles ainda não conseguem entender o que constitui dados de qualidade e como eles podem ser obtidos, gerados, coletados e utilizados para converter novos negócios e alcançar a satisfação de seus clientes.

          E se para você e sua empresa esse cenário também é um desafio que está impedindo o crescimento e a participação na nova economia e transformação digital, entre em contato agora mesmo com os especialistas da OST.

          Somos especializados em otimizar e atender a necessidade do seu negócio. A OST garante a continuidade de suas operações, fornecendo soluções avançadas de infraestrutura para ambientes de missão crítica com inovação, excelência e qualidade no serviço.

          fale com a ost

          Entre em contato conosco para que possamos ajudá-lo!

            São Paulo

            R. Santa Cruz, 2105 

            Sala 1717 - Vila Mariana

            (11) 5582-7979