A gestão eficiente da nuvem híbrida se tornou fator de sucesso para as organizações de saúde

 

O setor de saúde está adotando cada vez mais o modelo de nuvem híbrida, de acordo com uma pesquisa feita com mais de 2.300 tomadores de decisão de TI pela Vanson Bourne, empresa de pesquisa de mercado de tecnologia.

Prevê-se, de acordo com a pesquisa, que a implantação da nuvem híbrida pelos prestadores de serviços de saúde salte de 19% para 37% em dois anos.

De fato, o setor de saúde está adotando nuvens híbridas no mesmo ritmo da maioria dos setores, relatando uma taxa de penetração de 13% em comparação com a média global de 12%.

No entanto, as empresas de assistência médica ultrapassam as médias de certos aplicativos, como planejamento de recursos corporativos e gerenciamento de relacionamento com clientes, análise de dados, contêineres e IoT.

Uma razão para implantar nuvens híbridas é a necessidade de obter controle sobre os gastos com TI. As organizações que usam uma arquitetura híbrida gastam 26% de seu orçamento anual de TI em nuvem pública, esse percentual deve aumentar para 35% em dois anos.

Flexibilidade, facilidade de gerenciamento e segurança são necessidades que o segmento de saúde precisa

As organizações de assistência médica precisam especialmente da flexibilidade, facilidade de gerenciamento e segurança que a nuvem híbrida oferece, e essa necessidade só se tornará mais proeminente à medida que os ataques aos sistemas se tornarem mais avançados, as regulamentações de conformidade mais rigorosas e o armazenamento de dados se tornar mais exigente.

Na prática, a utilização da tecnologia em uma nuvem híbrida permite, por exemplo, que o hospital entregue a maioria das tarefas de configuração, aplicação de patches e solução de problemas a um provedor de serviços externo.

Embora exista frequentemente uma preocupação com o fato de os sistemas em nuvem supostamente ameacem a segurança, a TI é realmente a favor da transição para uma arquitetura híbrida, em decorrência de seus benefícios estratégicos para o segmento de saúde.

Benefícios da nuvem híbrida que impactam diretamente o segmento de saúde

A nuvem pode ajudar expandindo os ambientes de armazenamento por longos ou curtos períodos, quando as organizações estão criando projetos ou passando por períodos ocupados do ano. As entidades não precisam gastar dinheiro para expandir sua infraestrutura local.

A mudança para a nuvem também pode ajudar as organizações a melhorar sua infraestrutura, adotando diferentes estratégias de transformação digital que só podem ser feitas na nuvem.

Além disso, o número de pacientes e médicos está crescendo e esperando ferramentas mais avançadas em benefício do processo de atendimento. A nuvem permite que as organizações saiam de seus ambientes isolados e sejam mais inovadoras e aceitando a evolução da tecnologia em benefício de todos.

A ideia é que as organizações de saúde possam melhorar a maneira como realizam seus os negócios, observando os benefícios da computação híbrida para funcionários e no atendimento aos pacientes

Os departamentos de TI devem beneficiar pacientes e médicos com uma infraestrutura de TI mais rápida e inovadora. A nuvem pública é útil para o desenvolvimento de novos aplicativos devido à flexibilidade que oferece durante o processo de construção e teste.

Depois que o aplicativo é testado, por exemplo, ele pode ser movido para o data center local ou para uma nuvem privada hospedada no local, se a organização não desejar manter a nuvem pública.

A nuvem híbrida é uma realidade para organizações de saúde. Embora ofereça muitas convenções, as organizações precisam estar cientes das demandas da nuvem e de como lidar com elas.

Estabelecer quais aplicativos e dados serão movidos para a nuvem é um primeiro passo crucial para desenvolver uma estratégia de nuvem híbrida bem sucedida.

Depois que uma estratégia é estabelecida, as entidades podem considerar mais ferramentas baseadas na nuvem para tornar sua infraestrutura de TI mais flexível e à prova de futuro.

Para saber mais sobre como a nuvem híbrida pode contribuir para o sucesso das organizações de saúde, entre em contato com os especialistas da OST.

Sobre a OST

Desde 1995 no mercado, a OST atende com excelência fornecendo soluções de infraestrutura, auxiliando organizações públicas e privadas a garantirem a continuidade de seus negócios.

Somos especializados em otimizar e atender a necessidade do seu negócio. A OST garante a continuidade de suas operações, fornecendo soluções avançadas de infraestrutura para ambientes de missão crítica com inovação, excelência e qualidade no serviço.

E-book: Infraestrutura Híbrida – Uma opção estratégica para as empresas

Eficiência e agilidade são atributos que as organizações estão buscando cada vez mais.
Em nosso e-book, abordaremos sobre a eficiência dessa infraestrutura para as empresas.
Com a infraestrutura híbrida, as empresas encontraram uma maneira eficiente de diminuir os gastos e aumentar o crescimento sustentável da organização com tecnologia.
– O que é uma infraestrutura híbrida?
– 4 componentes principais para um projeto de infraestrutura de TI híbrida
Leia nosso e-book e saiba mais sobre o porquê sua empresa precisa de uma infraestrutura híbrida.

O gerenciamento de nuvem híbrida requer ferramentas e habilidades eficazes para atender o segmento financeiro

 

A nuvem híbrida é importante para o segmento financeiros porque ele lida com dados confidenciais, assim como outros setoresNa prática, muitos desses dados são deixados em um servidor privado ou em um servidor dedicado. 

Mas também existem serviços de nuvem pública dos quais o setor financeiro pode se beneficiar, principalmente quando dados confidenciais não estão em questão. Uma nuvem híbrida reúne tudo isso, e é essa sua principal vantagem. 

Com operações no local, as instituições financeiras mantém todos os seus dados e toda a sua infraestrutura em seu local físico. É seguro, mas é mais desafiador expandir, mudar e evoluir. 

A nuvem pública permite acesso amplo de qualquer lugar do mundo. Você obtém os benefícios da computação em nuvem, incluindo economia e flexibilidade, mas seus dados podem não ser tão seguros quanto você gostaria. Uma nuvem híbrida oferece as vantagens de cada sistema, mitigando os problemas que você pode encontrar usando apenas um sistema. 

A nuvem híbrida não está usando parte de cada sistema separadamente. Seguindo essa abordagem, sua tecnologia está entrelaçada. Você pode, por exemplo, usar um serviço de nuvem pública para enviar dados para a nuvem de sua instituição financeira privada.  

Um ambiente de nuvem híbrida permite que seus aplicativos e serviços financeiros troquem dados. As operações funcionam como se fossem parte de um único sistema, em vez de várias partes em diferentes ambientes. Portanto, enquanto seus dados confidenciais são mantidos em segurança, eles não são completamente isolados de todo o sistema. 

Desafios da nuvem para serviços financeiros

A nuvem é um conceito atraente para muitas empresas. Por mais atraente que seja, no entanto, apresenta vários desafios, em especial ao setor financeiro.  

A regulamentação do governo pode não permitir que as empresas adotem a nuvem completamente, devido a problemas de segurança e privacidade. Os clientes também podem ter problemas com a segurança, seja uma preocupação percebida e real. 

O gerenciamento de riscos é um dos desafios. Os gestores das instituições financeiras podem questionar o risco de mover os dados para fora do local. Operadores financeiros, gerentes de portfólio e outros funcionários desejam manter suas estratégias e detalhes proprietários em sigilo.  

O risco de perder esses dados é suficiente para deixar as pessoas muito cautelosas com qualquer informação que sai das instalações. Mantendo as informações mais importantes e confidenciais na estrutura local, você ainda pode usar a nuvem e realizar o gerenciamento de riscos com facilidade. A nuvem híbrida é um trampolim para uma adoção mais ampla.

O desafio do gerenciamento da nuvem híbrida

Uma nuvem híbrida exige supervisão constante e também uma maneira de gerenciar intuitivamente e efetivamente uma variedade de operações, incluindo desempenho de rede, gerenciamento de carga de trabalho, segurança e controle de custos.  

Não é de surpreender que, dado o grande número de tarefas de gerenciamento necessárias para executar um ambiente de nuvem híbrida eficiente e confiável, a equipe técnica geralmente recorrem a algum tipo de software de gerenciamento.  

O que logo se torna aparente, no entanto, é que as ferramentas de gerenciamento de nuvem híbrida podem ser tão complexas e confusas quanto os ambientes para os quais foram projetados para suportar. 

Há uma variedade grande de opções de fornecedores, e pode ser difícil classificar todas elas. Os fornecedores nem sempre fazem o melhor trabalho para tornar seus diferenciais claros, e muito tempo e esforço são desperdiçados como resultado dessa confusão. 

Ferramentas de nuvem híbrida imaturas e em evolução podem comprometer os projetos de migração das instituições financeiras

Talvez o maior desafio ao gerenciamento de nuvem híbrida seja o fato da tecnologia adicionar camadas novas, complexas e frequentemente discordantes ao gerenciamento de operações.  

Muitas soluções têm restrições de compatibilidade nos componentes que podem gerenciar, bloqueando sua plataforma de gerenciamento em um fornecedor ou grupo de fornecedores, que podem ou não se alinhar à sua arquitetura de sistema atual ou futura. 

A falta de ferramentas padronizadas pode aumentar a complexidade operacional através da criação de várias ferramentas incongruentes; isso leva ao aprisionamento do fornecedor e, em alguns casos, ineficiências grosseiras em termos de utilização de recursos. 

Priorizar requisitos de gerenciamento e preencher lacunas

Ao selecionar uma plataforma de gerenciamento de nuvem híbrida, é importante não apenas estar ciente de suas limitações documentadas, mas também saber que nada é certo até que seja testado no ambiente de nuvem híbrida do próprio usuário.  

Existem lacunas, mas, em última análise, é responsabilidade do corpo técnico identificar e verificar completamente essas lacunas em seu próprio ambiente. 

O gerenciamento de nuvem híbrida requer uma nova mentalidade de equipe. O time de TI precisa literalmente desaprender o que sabe sobre redes físicas e conectividade e reconhecer que a movimentação de pacotes e dados agora é tratada por uma configuração de software de encaminhamento, não por roteadores ou comutadores físicos.  

No geral, a transição para um ambiente de nuvem híbrida pode resolver muitos problemas, mas também pode criar alguns novos obstáculos, se não forem implementados e gerenciados adequadamente.  

Não se apresse em tomar uma decisão sem considerar todos os pontos de impacto que você pode identificar. Certifique-se de entender a amplitude de uma infraestrutura híbrida e como ela será usada para atender às necessidades do setor financeiro. 

Para saber mais sobre como fazer o gerenciamento eficiente da nuvem híbrida, entre em contato com os especialistas da OST.

Sobre a OST

Desde 1995 no mercado, a OST atende com excelência fornecendo soluções de infraestrutura, auxiliando organizações públicas e privadas a garantirem a continuidade de seus negócios. 

Somos especializados em otimizar e atender a necessidade do seu negócio. A OST garante a continuidade de suas operações, fornecendo soluções avançadas de infraestrutura para ambientes de missão crítica com inovação, excelência e qualidade no serviço. 

Saiba como superar os desafios de implantação de uma arquitetura híbrida

Talvez em sua empresa você ainda não tenha encarado esse cenário, mas uma implantação de nuvem híbrida enfrenta diversos desafios que incluem integração entre nuvem privada e pública, bem como problemas de segurança e gerenciamento, especialmente na orquestração.

Para as organizações que optam por embarcar em um projeto de nuvem híbrida, elas podem atenuar alguns desses desafios seguindo diretrizes comuns para projetos de TI, assim como investimentos em tecnologias e fornecedores que adotam boas práticas do mercado e inovação na busca pelos melhores resultados.

 

Não adote uma nova tecnologia sem ter certeza do seu benefício

 

Essa deve ser uma premissa fundamental. Não adote uma nova tecnologia por si só ou sem ter a certeza dos seus benefícios em relação ao negócio. É quase sempre errado supor que uma nuvem privada e sua integração com a nuvem híbrida correspondam à escalabilidade e aos serviços de um provedor de nuvem pública.

É preciso ter uma visão clara do escopo e das metas de uma implantação de nuvem híbrida em seu próprio ambiente. Entenda exatamente o que uma nuvem híbrida deve ser capaz de fazer e como ela beneficiará o seu negócio.

Se os líderes de TI e de negócios não puderem qualificar e quantificar essa implantação e o que ela deve fazer, talvez seja melhor adiar o projeto até que essas perguntas sejam respondidas.

Considere as seguintes questões fundamentais envolvidas em uma implantação de nuvem híbrida:

 

  •  Distribuição de carga de trabalho

As nuvens privadas e públicas destinam-se a oferecer recursos semelhantes, a exemplo de autoatendimento e automação, mas a escala muito menor de nuvens privadas limita suas capacidades e serviços.

Considere quais cargas de trabalho ou finalidades cada nuvem servirá para saber como a integração híbrida ajudará a mudar ou dimensionar cargas de trabalho de acordo com o seu volume de negócios.

 

  •  Segurança

Uma integração de nuvem híbrida pode envolver vários aspectos de segurança, como autenticação de usuário ou carga de trabalho, armazenamento de dados e integridade.

Uma empresa deve considerar as necessidades de segurança, identificar quaisquer diferenças nas práticas e processos de proteção entre nuvens públicas e privadas, não esquecendo de abordar quaisquer diferenças para manter as cargas de trabalho e os dados protegidos.

 

  •  Proteção de dados

As nuvens alteram a maneira como os dados são armazenados em backup e como são protegidos. Elas oferecem o potencial para maior flexibilidade e resiliência na proteção de dados.

Porém, uma implantação de nuvem híbrida deve acomodar a proteção de dados nas nuvens privada e pública. Idealmente, isso significa adotar um esquema único e uniforme de proteção que ainda atenda aos requisitos de conformidade regulamentar ou de governança corporativa.

 

  • Complexidade de gerenciamento

São necessárias algumas ferramentas para gerenciar uma nuvem privada e mais outras para monitorar e controlar os recursos usados ​​na nuvem pública. Obter ferramentas para trabalhar em conjunto e gerenciar uma integração de nuvem híbrida através de um único ambiente pode ser um desafio.

As empresas geralmente identificam ferramentas adequadas para implantação no local ou por meio de serviços de gerenciamento hospedados. Mas isso requer um investimento em avaliação e configuração.

 

A hora de mudar para uma infraestrutura de nuvem híbrida

 

Segundo o IDC, empresa líder em inteligência de mercado e consultoria nas indústrias de TIC (tecnologia da informação e telecomunicações) e mercados de consumo, mais de 70% das empresas estão usando vários ambientes de nuvem.

O maior desafio enfrentado por elas é o desenvolvimento de uma estratégia multicloud bem-sucedida. A operação em várias nuvens faz com que as organizações incorporem muitos consoles de gerenciamento e processos diferentes, o que sufoca a inovação e aumenta a complexidade.

A abordagem de nuvem híbrida é uma solução ideal, oferecendo uma interface de gerenciamento familiar que se estende pelas nuvens para uma experiência geral simplificada.

Desta forma, a convergência entre infraestrutura e operações consistentes em todos os locais em que a nuvem reside, de data centers locais a nuvens públicas, permite que as empresas tenham maior controle de sua jornada em várias nuvens.

 

O setor de infraestrutura de TI em busca de uma experiência de nuvem mais simples

 

O que fica claro é que as empresas estão migrando para modelos de nuvem híbrida procurando simplificar o posicionamento e o gerenciamento desses ambientes, o que inevitavelmente inclui diferentes tecnologias e uma combinação eficiente de vários nuvens e ambientes locais.

A solução VMware Cloud on Dell EMC, voltada para arquitetura híbrida, criada com base na dimensão dos projetos de cada empresa, oferece recursos de computação, armazenamento, rede e gerenciamento de nuvem como um serviço.

A intenção da parceria tecnológica é dar aos usuários corporativos mais flexibilidade onde podem implantar cargas de trabalho, à medida que as empresas expandem seus datacenters para nuvens públicas e híbridas e pontos de presença, enfrentando com sucesso os desafios no gerenciamento de diferentes tipos de infraestrutura e arquitetura.

Para entender melhor a eficiência da nova arquitetura, entre em contato com os nossos especialistas para tirar suas dúvidas e iniciar o quanto antes seu projeto de migração para uma infraestrutura de TI eficiente, otimizando seus investimentos, ampliando a produtividade do seu time e projetando sua organização para o futuro.

Somos especializados em otimizar e atender a necessidade do seu negócio. A OST garante a continuidade de suas operações, fornecendo soluções avançadas de infraestrutura para ambientes de missão crítica com inovação, excelência e qualidade no serviço.

 

fale com a ost

Entre em contato conosco para que possamos ajudá-lo!

São Paulo

Rua Santa Cruz, 2105
Sala 1717 - Vila Mariana
(11) 5582-7979

Brasília e Centro-Oeste

Edifício Business Point
SAUS Qd 03 Lt 02

Salas 721 e 722 - Asa Sul
(61) 4141-2260

Região Norte

(92) 98434-3198