O gerenciamento de nuvem híbrida requer ferramentas e habilidades eficazes para atender o segmento financeiro

 

A nuvem híbrida é importante para o segmento financeiros porque ele lida com dados confidenciais, assim como outros setoresNa prática, muitos desses dados são deixados em um servidor privado ou em um servidor dedicado. 

Mas também existem serviços de nuvem pública dos quais o setor financeiro pode se beneficiar, principalmente quando dados confidenciais não estão em questão. Uma nuvem híbrida reúne tudo isso, e é essa sua principal vantagem. 

Com operações no local, as instituições financeiras mantém todos os seus dados e toda a sua infraestrutura em seu local físico. É seguro, mas é mais desafiador expandir, mudar e evoluir. 

A nuvem pública permite acesso amplo de qualquer lugar do mundo. Você obtém os benefícios da computação em nuvem, incluindo economia e flexibilidade, mas seus dados podem não ser tão seguros quanto você gostaria. Uma nuvem híbrida oferece as vantagens de cada sistema, mitigando os problemas que você pode encontrar usando apenas um sistema. 

A nuvem híbrida não está usando parte de cada sistema separadamente. Seguindo essa abordagem, sua tecnologia está entrelaçada. Você pode, por exemplo, usar um serviço de nuvem pública para enviar dados para a nuvem de sua instituição financeira privada.  

Um ambiente de nuvem híbrida permite que seus aplicativos e serviços financeiros troquem dados. As operações funcionam como se fossem parte de um único sistema, em vez de várias partes em diferentes ambientes. Portanto, enquanto seus dados confidenciais são mantidos em segurança, eles não são completamente isolados de todo o sistema. 

Desafios da nuvem para serviços financeiros

A nuvem é um conceito atraente para muitas empresas. Por mais atraente que seja, no entanto, apresenta vários desafios, em especial ao setor financeiro.  

A regulamentação do governo pode não permitir que as empresas adotem a nuvem completamente, devido a problemas de segurança e privacidade. Os clientes também podem ter problemas com a segurança, seja uma preocupação percebida e real. 

O gerenciamento de riscos é um dos desafios. Os gestores das instituições financeiras podem questionar o risco de mover os dados para fora do local. Operadores financeiros, gerentes de portfólio e outros funcionários desejam manter suas estratégias e detalhes proprietários em sigilo.  

O risco de perder esses dados é suficiente para deixar as pessoas muito cautelosas com qualquer informação que sai das instalações. Mantendo as informações mais importantes e confidenciais na estrutura local, você ainda pode usar a nuvem e realizar o gerenciamento de riscos com facilidade. A nuvem híbrida é um trampolim para uma adoção mais ampla.

O desafio do gerenciamento da nuvem híbrida

Uma nuvem híbrida exige supervisão constante e também uma maneira de gerenciar intuitivamente e efetivamente uma variedade de operações, incluindo desempenho de rede, gerenciamento de carga de trabalho, segurança e controle de custos.  

Não é de surpreender que, dado o grande número de tarefas de gerenciamento necessárias para executar um ambiente de nuvem híbrida eficiente e confiável, a equipe técnica geralmente recorrem a algum tipo de software de gerenciamento.  

O que logo se torna aparente, no entanto, é que as ferramentas de gerenciamento de nuvem híbrida podem ser tão complexas e confusas quanto os ambientes para os quais foram projetados para suportar. 

Há uma variedade grande de opções de fornecedores, e pode ser difícil classificar todas elas. Os fornecedores nem sempre fazem o melhor trabalho para tornar seus diferenciais claros, e muito tempo e esforço são desperdiçados como resultado dessa confusão. 

Ferramentas de nuvem híbrida imaturas e em evolução podem comprometer os projetos de migração das instituições financeiras

Talvez o maior desafio ao gerenciamento de nuvem híbrida seja o fato da tecnologia adicionar camadas novas, complexas e frequentemente discordantes ao gerenciamento de operações.  

Muitas soluções têm restrições de compatibilidade nos componentes que podem gerenciar, bloqueando sua plataforma de gerenciamento em um fornecedor ou grupo de fornecedores, que podem ou não se alinhar à sua arquitetura de sistema atual ou futura. 

A falta de ferramentas padronizadas pode aumentar a complexidade operacional através da criação de várias ferramentas incongruentes; isso leva ao aprisionamento do fornecedor e, em alguns casos, ineficiências grosseiras em termos de utilização de recursos. 

Priorizar requisitos de gerenciamento e preencher lacunas

Ao selecionar uma plataforma de gerenciamento de nuvem híbrida, é importante não apenas estar ciente de suas limitações documentadas, mas também saber que nada é certo até que seja testado no ambiente de nuvem híbrida do próprio usuário.  

Existem lacunas, mas, em última análise, é responsabilidade do corpo técnico identificar e verificar completamente essas lacunas em seu próprio ambiente. 

O gerenciamento de nuvem híbrida requer uma nova mentalidade de equipe. O time de TI precisa literalmente desaprender o que sabe sobre redes físicas e conectividade e reconhecer que a movimentação de pacotes e dados agora é tratada por uma configuração de software de encaminhamento, não por roteadores ou comutadores físicos.  

No geral, a transição para um ambiente de nuvem híbrida pode resolver muitos problemas, mas também pode criar alguns novos obstáculos, se não forem implementados e gerenciados adequadamente.  

Não se apresse em tomar uma decisão sem considerar todos os pontos de impacto que você pode identificar. Certifique-se de entender a amplitude de uma infraestrutura híbrida e como ela será usada para atender às necessidades do setor financeiro. 

Para saber mais sobre como fazer o gerenciamento eficiente da nuvem híbrida, entre em contato com os especialistas da OST.

Sobre a OST

Desde 1995 no mercado, a OST atende com excelência fornecendo soluções de infraestrutura, auxiliando organizações públicas e privadas a garantirem a continuidade de seus negócios. 

Somos especializados em otimizar e atender a necessidade do seu negócio. A OST garante a continuidade de suas operações, fornecendo soluções avançadas de infraestrutura para ambientes de missão crítica com inovação, excelência e qualidade no serviço. 

Como um plano de Recuperação de Desastres pode salvar varejistas

Na última década, nenhum outro setor foi tão impactado pela tecnologia quanto o varejo. Não é à toa que os atuais consumidores consideram não confiáveis ​​os varejistas que não utilizam qualquer tipo de tecnologia atual.

Essa desconfiança também acontece quando um varejista experimenta uma falha de TI. Nesse caso, sua reputação pode ser prejudicada ao ponto de perder vendas e credibilidade.

Outro ponto importante são sistemas obsoletos, que podem diminuir a capacidade de um varejista escalar e crescer, dificultando o atendimento às demandas dos consumidores. Portanto, com o tempo, as empresas do setor introduziram novas tecnologias para manter uma vantagem competitiva e proporcionar uma melhor experiência ao cliente.

A introdução de soluções e serviços em nuvem, por exemplo, permitiu uma melhor interação com os consumidores, fazendo com que os varejistas ofereçam um serviço mais eficiente e seguro, aproveitando a mais recente tecnologia móvel, de pagamento e logística.

Os varejistas começaram a experimentar a inovação

Os varejistas começaram a experimentar novas tecnologias para oferecer novos serviços e entrar em novos mercados. A Internet das Coisas, por exemplo, tem a capacidade de revolucionar a maneira como os consumidores compram.

Imagine entrar em uma loja e o assistente de compras antecipando o produto que você procura com base em suas compras anteriores, e saber se ele está em estoque a partir de um dispositivo portátil.

Você pode entrar em uma livraria e o assistente conhecerá os gêneros de seu interesse ou apontará a direção certa para a sequência do seu livro atual. Toda essa inovação está impulsionando mudanças no setor e as empresas devem priorizar a tecnologia para garantir que não fiquem para trás.

Um novo consumidor e novos hábitos de consumo

Os consumidores de hoje estão constantemente conectados. Mesmo em movimento, as pessoas procuram por Wi-Fi e esperam acesso gratuito em ambientes de varejo.

Para os varejistas que oferecem uma rede de acesso para convidados, eles permitem acessar dados valiosos do consumidor, que oferecem informações sobre hábitos e preferências de compra.

Utilizado da maneira correta, pode ser extremamente benéfico e visto como um fluxo de receita em si, e não como um custo adicional. No entanto, uma rede de convidados também pode significar pouco controle sobre quem a utiliza e para qual finalidade, o que pode levar a violações de segurança. Portanto, as empresas sempre devem estar preparadas no caso de um ataque e outros incidentes.

Um plano de Recuperação de Desastres garante a alta disponibilidade das operações de negócio

Um plano de Recuperação de Desastres (DR) não é apenas para incidentes como incêndios, inundações ou atos intencionais. Ele permite que uma organização proteja sua infraestrutura de TI contra futuros incidentes inesperados.

Para os varejistas que implementam novas tecnologias, é essencial considerar um plano de Recuperação de Desastres para minimizar o impacto do pior cenário possível, pois responder instantaneamente ao problema ajuda a restaurar a confiança nos negócios nesse cenário.

A natureza dinâmica da TI requer revisões e atualizações contínuas, que devem fazer parte da rotina diária de uma empresa. Qualquer empresa que tenha acesso às informações pessoais dos consumidores deve ser preparada caso ocorra o pior cenário.

As empresas devem sempre assumir que estão em constante estado de risco e com o compromisso de garantir seu ambiente operacional adequadamente. Um plano de Recuperação de Desastres visa impedir uma situação de emergência, garantindo que os negócios estejam preparados para qualquer coisa, continuando a funcionar normalmente no caso de um desastre.

Uma empresa do setor de varejo deve, portanto, pensar em um plano de DR como seguro e questionar quais riscos considera dignos de serem preservados. Sem o plano certo para seus negócios, ele pode resultar não só em tempo de inatividade, mas também em perda de confiança do consumidor, despesas de orçamento e mais perda de dados.

Portanto, os varejistas que não agem agora podem não durar até o próximo Natal.

Para saber como garantir a alta disponibilidade de sua empresa, podemos ajudar. Entre em contato agora mesmo com os especialistas da OST, eles estão à disposição para tirar suas dúvidas e oferecer as melhores opções de infraestrutura tecnológica.

Sobre a OST

Desde 1995 no mercado, a OST atende com excelência fornecendo soluções de infraestrutura, auxiliando organizações públicas e privadas a garantirem a continuidade de seus negócios.

Somos especializados em otimizar e atender a necessidade do seu negócio. A OST garante a continuidade de suas operações, fornecendo soluções avançadas de infraestrutura para ambientes de missão crítica com inovação, excelência e qualidade no serviço.

Trabalho remoto: como adotar essa tecnologia em sua empresa?

A possibilidade de fornecer acesso aos aplicativos corporativos em qualquer dispositivo não é arriscado.
Mas é preciso ter responsabilidade.

Com esse novo modelo de trabalho, isso é possível sem comprometer a segurança em sua empresa.

Em nosso e-book, separamos alguns tópicos para te ajudar na produtividade durante o home office.

Análise de dados em tempo real se tornou fundamental para o sucesso das organizações

Atualmente, o data center está apresentando uma quantidade massiva de dados e parte deles deve ser processada imediatamente. Essa é a essência do esforço das empresas em direção à análise de dados em tempo real e ao uso das informações para decisões estratégicas de negócios.

Cerca de 10 anos atrás, discutia-se os esforços de um número crescente de empresas para tornar seus sistemas de negócios “mais inteligentes” por meio da adição de recursos analíticos integrados.

Uma das forças motrizes que impulsionava esses esforços foi o desejo de melhorar a tomada de decisões em tempo real, desfazendo a dissociação usual de inteligência de negócios e sistemas avançados de análise de aplicativos de negócios. 

Naquela época, já se percebia que havia uma lacuna entre “o que o departamento de inteligência de negócios sabia e o que as pessoas que administram os negócios sabiam”.

Voltando para um período mais atual, podemos ver que, apesar dos avanços, a demanda por dados em tempo real e a necessidade por decisões estratégicas baseadas em informações precisas ainda são requisitos obrigatórios para grande parte das organizações.

As empresas atuais têm processos operacionais que exigem decisões imediatas e que precisam de acesso a informações reais. Tecnologias como Business Intelligence (BI) e análise de dados pode ajudar os gestores de negócios a tomar decisões mais eficazes em situações de risco ou estratégicas para o negócio.

A análise de dados em tempo real visa aumentar a velocidade de decisão das empresas

 

 

A análise em tempo real, ou quase em tempo real, é particularmente popular entre negócios relacionados ao mercado financeiro. Porém, também tem usos em segmentos como transporte, assistência médica e outras indústrias.

A maioria das empresas hoje tenta melhorar os tempos de seus ciclos de negócio para responder melhor a problemas e identificar oportunidades mais rapidamente. Mudar para uma abordagem mais rápida e orientada a eventos geralmente faz total sentido.

Obviamente, para alcançar desempenho em tempo real, os dados devem ser capturados e processados na velocidade em que são gerados. Dependendo do tipo de dados, seu fluxo pode ser realizado com conjunto de informações que usam ferramentas apropriadas para fazer a convergências entre dados, velocidade e resultados.

Seja rápido e ágil

A velocidade é crucial, mas as organizações também estão preocupadas com a agilidade.

O desenvolvimento de inteligência de negócios ágil pode permitir que a empresa possa prototipar e criar resultados de análise de dados em tempo real mais rapidamente, mas não está necessariamente vinculado ao movimento em tempo real.

A agilidade é, na verdade, um dos maiores desafios para as empresas nos últimos anos.

Resultados em tempo real

O desejo de análise de dados em tempo real está relacionado à necessidade de aumentar a velocidade e a flexibilidade dos aplicativos e de seus resultados. Isso envolve a simplificação de contêineres e microsserviços que podem ser montados de maneira mais dinâmica.

Para isso, existem muitos drivers, incluindo:

  • Promoções em tempo real, onde é necessário identificar uma oportunidade de fazer uma oferta promocional direcionada para melhorar as taxas de conversão. A intermediação é uma parte importante da estratégia.

  • Manter uma exibição em tempo real do inventário nos pontos de compra omni-channel.
  • Manutenção preventiva e detecção de interrupções associadas à receita e satisfação do cliente, principalmente nas tecnologias, a exemplo da Internet das Coisas.
  • Monitorando custos no faturamento de serviços em nuvem.

Os desafios envolvem lacunas de habilidades na construção desses sistemas e na construção de modelos que detectam problemas, além de oportunidades e desafios na construção de uma cultura responsiva dentro dos negócios.

Estamos chegando lá

Todo o trabalho que está sendo feito para melhorar os recursos de análise deixa os especialistas entusiasmados com as possibilidades.

No entanto, à medida que o tempo real se torna cada vez mais necessário, os profissionais precisam garantir que isso não tenha impacto no desempenho das operações. Isso é algo que precisa ser cuidadosamente considerado com antecedência e bem planejado.

Muitas iniciativas não têm um caso de sucesso forte. É melhor procurar benefícios tangíveis que possam ser alcançados com métodos mais rápidos, que você poderá integrar em todo o ambiente corporativo posteriormente. Ao invés de buscar um grande resultado, dê passos menores, alcance benefícios tangíveis, meça-os e construa as melhorias a partir daí.

Se trabalhar com dados em tempo real ainda é um desafio para sua empresa, podemos ajudar. Entre em contato agora mesmo com os especialistas da OST, eles estão a disposição para tirar suas dúvidas e oferecer as melhores opções de infraestrutura tecnológica.

Sobre a OST

Desde 1995 no mercado, a OST atende com excelência fornecendo soluções de infraestrutura, auxiliando organizações públicas e privadas a garantirem a continuidade de seus negócios.

Somos especializados em otimizar e atender a necessidade do seu negócio. A OST garante a continuidade de suas operações, fornecendo soluções avançadas de infraestrutura para ambientes de missão crítica com inovação, excelência e qualidade no serviço. 

 

fale com a ost

Entre em contato conosco para que possamos ajudá-lo!

São Paulo

Rua Santa Cruz, 2105
Sala 1717 - Vila Mariana
(11) 5582-7979

Brasília e Centro-Oeste

Edifício Business Point
SAUS Qd 03 Lt 02

Salas 721 e 722 - Asa Sul
(61) 4141-2260

Região Norte

(92) 98434-3198